Se você é um acadêmico ou estudante universitário, deveria utilizar um gerenciador bibliográfico (parte 1 de 4)

Se você é um acadêmico ou estudante universitário, deveria utilizar um gerenciador bibliográfico (parte 1 de 4)

Se você é acadêmico ou estudante universitário, em algum momento de seu percurso terá que se deparar com a necessidade de organizar tanto os seus textos em pdf quanto as suas referencias bibliográficas. De modo geral, o que se costuma ver com uma frequência alarmante é as pessoas organizarem os pdf’s em pastas, por assunto, por disciplinas, por pesquisa, entre outras formas e criarem um grande arquivo de texto com todas as referencias que a pessoa costuma utilizar e ir copiando para o arquivo em que ela está trabalhando aquelas que ela está efetivamente utilizando.

Isto é um trabalho pré-histórico, considerando as ferramentas tecnológicas que o trabalho de escrita acadêmica tem à disposição da atualidade (na verdade, há pelo menos 10 anos!).

Existem hoje no mercado um conjunto de softwares que busca agilizar tanto o trabalho de organização de arquivos pdf quanto realizar o gerenciamento de referências bibliográficas. Alguns que podemos citar:

O enfoque que pretendo dar nesta série de postagens será no Mendeley. Não sei dizer se ela é a melhor ferramenta do mercado, atualmente, no que diz respeito a organização de arquivos pdf’s em pasta e gerenciamento bibliográfico, no entanto, quando comecei a pesquisar sobre isto, ela era a mais amigável e oferecia uma baixa curva de aprendizagem. Um dado importante, ela é de uso gratuito, a versão paga dela apenas disponibiliza mais espaço online para armazenamento.

Cabe um parêntese histórico da minha relação com o Mendeley, eu utilizo o software desde meados de 2010. Nestes anos iniciais, até meados de 2013, sempre incentivei e me engajei na promoção do software – realizando, inclusive, minicursos sobre a utilização do mesmo, foram 2 no ano de 2013. Minha relação muda a partir do momento em que a Elsevier realiza a aquisição do Mendeley, para mim, a partir de então, cabe à publisher realizar a promoção e treinamento na utilização do software e não à comunidade!

Nestas postagens tratarei de apenas algumas funcionalidades do Mendeley, assim como somente da versão para Desktop – para ser honesto, não cheguei a utilizar a versão oficial do Mendeley para Android.

Em linhas gerais, o que o Mendeley faz? Ou, no que eu utilizo o Mendeley?

  • Organização dos pdf’s a partir de marcadores e a partir de pastas, dentro do próprio software;
  • Organização dos pdf’s no próprio computador;
  • Integração com o Word, gerenciamento da bibliografia utilizada e criação da lista de referências já na ABNT (ou quase, necessitando de pouquíssimos ajustes.

As postagens futuras abarcarão cada um dos itens mencionados acima.

Um dica para quem já for instalar o software é antes de inserir documentos, clique na opção “Edit Settings” e desmarque para não sincronizar nenhum arquivo, pois, caso contrário, TODOS os arquivos pdf’s que forem adicionados será enviado para a nuvem e sincronizado em todos os equipamentos nos quais vocês realizar o login.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *